sábado, 28 de maio de 2016

Microsoft e Facebook vão construir cabo transatlântico de Internet

 O Facebook e a Microsoft vão construir em conjunto um cabo submarino transatlântico para transferência de dados em alta velocidade. O cabo de 6 mil quilómetros conecta os Estados Unidos com o sul da Europa, já que irá da Virgínia do Norte a Bilbau, Espanha.


"Estamos sempre a avaliar novas tecnologias e sistemas para oferecer a melhor conectividade possível", disse o vice-presidente de engenharia de redes do Facebook, Najam Ahmad.

O novo cabo submarino, chamado MAREA, está previsto para o final de 2017, com o objetivo de responder à crescente demanda de conexões de dados mais rápidos e confiáveis dos clientes de companhias tecnológicas.


7 projetos curiosos da NASA para o futuro da humanidade


1) Viagem sem uso de combustíveis

Novos motores espaciais atualmente em desenvolvimento pela NASA parecem violar as leis de movimento e conservação de energia de Newton — e, mesmo assim, eles continuam a funcionar. Adotando um design cônico distinto, a Cannae Drive consegue criar impulso em um processo que dispensa totalmente a projeção de combustíveis.
Para isso, o dispositivo usa a radiação de micro-ondas para produzir pressão, o que faz com que ele seja propelido na direção desejada. Embora o projeto ainda esteja em fase de desenvolvimento, já há uma alternativa parecida — conhecida como EmDrive — em produção no Reino Unido.
Atualmente, o Cannae Drive consegue produzir somente alguns micronewtons de energia — valor ainda menor do que o bater de asas de uma borboleta. No entanto, a invenção mostra relances de que a NASA pode eventualmente desenvolver um tipo totalmente novo e revolucionário de motor que não só eliminaria o uso de combustíveis fósseis, como também tornaria viagens ao espaço profundo algo viável.

2) Controle aéreo para drones

Embora drones já sejam algo comum em zonas militarizadas ou que passam por alguma espécie de conflito bélico, logo eles devem tomar os céus das grandes cidades do mundo. Ciente dessa tendência, a NASA está desenvolvendo um sistema de controle aéreo capaz de coordenar os movimentos e rotas desses pequenos aparelhos não tripulados.
Os primeiros testes do sistema devem ser conduzidos em áreas rurais — o que deve evitar que um aparelho em chamas caia acidentalmente na porta de sua casa. Em sua etapa inicial, o projeto deve se focar em drones usados para fiscalizar o crescimento e a distribuição de safras em território norte-americano.
A previsão é a de que, serem usados em escala comercial, drones vão voar a uma altura que varia entre 120 e 150 metros de altitude. Ao que tudo indica, o sistema da NASA vai começar a surtir os primeiros resultados em um período mínimo de quatro anos, visto a grande quantidade de variáveis que devem ser levadas em conta durante sua elaboração.

3) Ratos astronautas

Como forma de estudar os resultados que a exposição prolongada a microgravidades causam em mamíferos, a NASA deve enviar em breve ao espaço sua primeira tripulação de “ratos astronautas”. Os roedores, cuja expectativa de vida é de dois anos, devem passar seis meses dentro da Estação Espacial Internacional e vão ser observados em diferentes estágios de suas vidas.
Embora ratos já tenham sido enviados ao espaço anteriormente, essa vai ser a primeira vez que animais do tipo passam tanto tempo fora da atmosfera terrestre. O objetivo da agência é estudar a maneira como eles se comportam e se desenvolvem em comparação com a forma como isso acontece em ambientes comuns.
Os “miniastronautas” devem viver dentro de ambientes artificiais que contam com tudo o que é necessário para uma vida confortável, incluindo companhias (cada módulo pode abrigar 10 camundongos ou 6 ratos). A esperança é a de que o experimento traga respostas contundentes sobre como a baixa gravidade afeta organismos de mamíferos, que são bastante semelhantes entre si do ponto de vista fisiológico.

4) Fazendas espaciais

Embora a relativa proximidade da Estação Espacial Internacional em relação à Terra torne fácil reabastecer seus suprimentos de comida, isso não seria exatamente viável caso a estrutura estivesse próxima de Marte, por exemplo. Assim, não é de se estranhar que uma das principais preocupações da NASA atualmente seja a de criar meios eficientes de cultivar alimentos no ambiente espacial.
Para isso, a agência desenvolveu vegetais “astrofônicos”, cuja primeira leva foi entregue à Estação em abril deste ano. Iluminadas por uma série de LEDs na cor vermelha, unidades especiais responsáveis pelo crescimento de folhas de alface apresentam sementes, fertilizantes e argila em seu interior.
Assim que chegarem a seu estado de maturação, as plantas vão ser congeladas e enviadas de volta à Terra para passar por uma fase de estudos. Caso elas se provem seguras para consumo humano, isso pode inaugurar uma nova era da alimentação espacial, oferecendo aos astronautas um cardápio mais variado do que o atual.

5) Dextre

Uma das imagens mais emblemáticas de qualquer filme que trate sobre astronautas — as caminhadas espaciais — pode em breve se tornar algo exclusivo da ficção. Tudo isso graças a um robô conhecido como “Dextre”, que deve ficar fixado permanentemente à estrutura da Estação Espacial Internacional com o único objetivo de realizar processo de manutenção e reparos.
Desenvolvido pela Agência Espacial Canadense (CSA), o Dextre possui 3,5 metros de altura, braços preênseis (que podem se agarrar a algo) com quase a mesma extensão e o peso nada modesto de 1,7 tonelada. O aparelho pode ser controlado de forma remota por astronautas, embora os protocolos de segurança usados atualmente ditem que todos seus comandos devem ser enviados da superfície terrestre — tarefa coordenada que vai caber à NASA e à CSA.
Já em processo de operação, o robô tem desempenhado suas funções de maneira competente e até o momento não apresentou qualquer espécie de problema. Caso o dispositivo continue funcionando da maneira esperada, ele deve oferecer aos astronautas um precioso tempo extra para que eles possam se concentrar na realização de experiências.

6) Exploração da lua Europa

A lua de Júpiter conhecida como Europa há tempos tem intrigado cientistas pelo seu potencial de revelar a existência de vida alienígena. No entanto, há um grande problema que impede a realização de pesquisas mais aprofundadas — mais especificamente, a existência de uma barreira de gelo com mais de 30 quilômetros de espessura.

Se a tarefa de realizar uma escavação do tipo em ambiente terrestre já seria um grande desafio matemático, ela se torna ainda mais difícil quando se leva em consideração que estamos falando de uma região a 778 milhões de quilômetros de distância de nosso planeta. No entanto, isso não impede que o projeto de explorar a região já mostre sinais promissores para o futuro.
Graças a um financiamento de US$ 15 milhões concedido pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a primeira etapa dessa missão deve ser iniciada em algum momento de 2022. Para isso, a NASA está desenvolvendo uma nova tecnologia de escavação que usa um canhão baseado em energia atômica como seu núcleo — projeto conhecido como VALKYRIE.
Atualmente, o equipamento está sendo testado na Geleira Matanuska, no estado norte-americano do Alasca. Para conseguir penetrar as camadas de gelo que bloqueiam o acesso à lua Europa, o equipamento usa jatos de água a temperaturas altíssimas que, até o momento, se mostraram eficientes em fazer os cortes necessários para que a missão possa obter sucesso.

7) Satélites compactos

A próxima geração de satélites da NASA pode ser radicalmente diferente dos aparelhos gigantescos e desajeitados usados atualmente. Na verdade, muitos deles devem ter uma aparência até mesmo simpática e um tamanho pequeno o suficiente para que você possa carregá-los sem problema usando somente uma mão.
Exemplo dessa nova tecnologia é o CubeSat, um objeto em forma cúbica com 10 centímetros de lado e peso total de somente 1,3 quilo. Graças às características customizáveis do aparelho, a agência norte-americana está permitindo que estudantes e escolas criem seus próprios designs e características — as opções mais interessantes eventualmente devem ser enviadas ao espaço.
Outra iniciativa nesse sentido são os satélites com tamanho semelhante ao de selos postais que foram enviados em 2011 junto à Endeavour para serem fixados na Estação Espacial Internacional. Caso os testes dessa tecnologia se provem bem-sucedidos, em breve ela pode passar a ser usada de forma massiva e, em alguns anos, substituir completamente os processos de produção caros e trabalhosos usados nos satélites atuais.

Lembra dos hologramas de “Minority Report”? Eles podem virar realidade

Aguns filmes têm a audaciosa capacidade de adivinhar o futuro em suas ambientações futuristas ou propostas que mostrem como estará o mundo daqui X ou Y anos. “De Volta Para o Futuro” e “Minority Report” são alguns deles, entre tantos outros. Aliás, este último filme, dirigido pelo veterano Steven Spielberg, trouxe aqueles sensacionais hologramas interativos para o ator Tom Cruise brincar com as mãos e os gestos. Pois é: eles podem se tornar realidade na casa de qualquer um.

Mezzanine: aquela coisa sensacional que você viu em “Minority Report”

O cobiçado “Mezzanine”, nome possivelmente provisório, seria um computador interativo similar àquele visto no filme de Spielberg, ou seja, uma parafernália que combina gestos feitos com as mãos e uma leitura do ambiente para que, assim, a experiência funcione de maneira intuitiva e imersiva com ampla fluidez.
John Underkoffler já realizou vários testes em cima do conceito do Mezzanine
“Imaginar um ambiente como esse [apenas] no trabalho me faz querer chorar. Se você trabalha o dia todo nesse ambiente, jogando ideias para lá e para cá, trazendo aplicações e fontes de dados e conectando tudo isso com pessoas [através de gestos] em grandes distâncias, aí você tem de voltar para casa e se deparar com seu display extremamente burro... É muito frustrante”, afirmou o CEO.
“Portanto, não há qualquer razão para você não ter isso daqui dois, três, cinco anos na sua casa. Vamos trazer para você”, adiantou John, desenhando um futuro já esboçado em “Minority Report” e tantos outros filmes, mas sem detalhar exatamente como fará isso nas residências de meros mortais como nós. Aguardemos.

10 invenções que vão mudar o mundo!

Tecnologia do Futuro: 10 Invenções que Vão Mudar o Mundo

Alexander Graham Bell, Leonardo DaVinci e Alberto Santos Dumont são alguns dos inventores que na sua época eram chamados de “malucos” mas graças a eles hoje temos telefone, paraquedas, roupas de mergulho, relógio de pulso, avião entre outros. Muitas dessas ideias demoraram para ser aceitas mas hoje são indispensáveis. Decidimos pesquisar então as invenções, inovações e protótipos que são promissorastecnologias do futuro.

Tecnologia do Futuro: 10 Invenções que vão mudar o Mundo

Vamos apresentar algumas invenções e outras inovações que prometem mudar o mundo nos próximos anos, ou já fazem parte da realidade e que aos poucos vão transformar as comunicações, transporte, rotina doméstica e educação. Confere:

1. Tradutor de Pensamentos Caninos

Parece louco pensar que daqui a alguns anos poderemos realmente traduzir os latidos dos cães. O projeto ainda é um protótipo e está esperando financiamento coletivo através do Indiegogo.

2. Carro Voador

O problema de grandes engarrafamentos estaria com os dias contados se conseguirmos popularizar o carro voador. Vários protótipos estão trabalhando nisso e um em particular conseguiu fazer o seu primeiro voo. Falamos do Aeromobil 2.5, um automóvel criado pelo designer eslovaco Stefan Klein.

3. Armazenador de Comida a Vácuo

1,3 mil milhões de toneladas de comida são desperdiçadas por ano em todo o mundo, o que representa cerca de um terço das refeições produzidas no planeta. Pensando nisso, ideias como uma “caixa de armazenamento de comida que forma automaticamente um vácuo”, preservando os alimentos durante mais tempo podem ser uma solução, além claro que uma melhor distribuição do que é produzido e aconsciência das pessoas!
VacuVita é bem fácil de usar (quando tocas o sensor a tampa se abre, quando fechas, a caixa cria um sistema de vácuo automaticamente) e inclui diferentes caixas para se ajustarem às necessidades do utilizador e caberem na geladeira. Assista ao vídeo do VacuVita, enjoy Fresh Food every day.
tecnologia do futuro

4. Geladeira Inteligente

O designer Fabian Kreuzer criou um conceito de geladeira usando leitores RFID, banda larga e telas touch screen permitindo a geladeira identificar a quantidade, tipo e data de validade dos alimentos que estão dentro dela. Usando uma câmera e sensor de movimento, a geladeira também permite visualizar os produtos sem que precises abri-las. Assista ao vídeo no link.
tecnologia do futuro

5. Carregador de telemóveis em Segundos

Os problemas de esperar o telemóvel carregar ou ficar sem bateria acabaram. Eesha Khare, com apenas 18 anos, criou um projeto que permite recarregar a bateria de telemóveis em pouco mais de um piscar de olhos e ainda aumentar a durabilidade da carga.

 6. Impressora de Roupas

Já pensaste em reciclar as tuas roupas, confeccionar novos modelos com tecidos antigos em um clique?Joshua Harris, designer industrial, criou um projeto no qual os estilistas poderão vender cartuchos com as suas estampas e materiais e pela internet e disponibilizar o design/molde para ser impresso; assim é possível criar um novo modelo em segundos e acabar com a desculpa do ” Eu não tenho roupa para sair!”.
tecnologia do futuro

7. Impressora de comida 3D

Queres preparar algo rápido para um lanche e não tens ideia do que preparar? A Natural Machines, uma startup de Barcelona, criou o Foodini, um aparelho que promete levar a impressão 3D até à sua cozinha. Nós já havíamos falado que a tecnologia de impressão 3D iria entrar nas nossas vidas e a ideia desse projeto é facilitar a rotina deixando tempo livre para outras atividades. Poderás criar alimentos com formas, alturas e volumes diferentes, desde biscoitos de chocolate a massa de pizza.
Já foram criados hambúrgueres de queijo (com o pão e o molho de queijo feitos na máquina 3D), um prato de gnocchi de abóbora e uma pizza totalmente construída da máquina para o prato.

8. Máquina 3D para Imprimir Casas em 20 Horas

Continuando na séria de impressoras 3D (que são a grande promessa da década), Behrokh Khoshnevis, professor da University of Southern California trouxe uma das inovações mais surpreendentes dos últimos anos. A impressora de casas que consegue imprimir em 3D uma casa de 230 m³ em 20 horas. A estrutura é feita de camadas de concreto e a máquina pode ser programada para pintar paredes, adicionar telhas, pisos, encanações e fiação elétrica. Essa é a Contour Crafting, que promete ser uma economia de mão de obra e uma solução para situações em que precisamos construir casas rapidamente.
tecnologia do futuro

9. Bicicleta para purificar o ar!

A bicicleta por si só já é um meio de transporte que contribui para um ar mais limpo. A Air Purifier Bike(Bicicleta Purificadora do Ar) é uma bicicleta elétrica que pode mudar a vida dos ciclistas. Ela possui um sistema inovador que retêm as partículas de poluição no ar e enviar oxigênio puro em troca. A bicicleta foi projetada pela agência tailandesa Lightfog.
tecnologia do futuro

10. Estudar Online e Conectar-te com o Mundo

Já pensaste em dispensar os cadernos, pen-drives e transformar o teu potencial de aprendizagem? Isso é simples e real com ExamTime. As ferramentas de estudo online estão disponíveis gratuitamente para professores e alunos conectarem-se. O site oferece ferramentas de Mapas MentaisNotasQuizzes eFlashcards, além de ajudar os utilizadores a criar um Plano de Estudos eficaz e permite que eles compartilhem recursos de estudo e criar grupos de estudo.
tecnologia do futuro
E então o que achaste das tecnologias que vão transformar o mundo? São muitas inovações que parecem um pouco “malucas” mas em algumas anos serão realidade ou já fazem parte da nossa rotina e só precisamos nos adaptar a elas.
E tu, o que inventarias se pudesses? Usa a criatividade e conta para nós.
Retirado de : https://www.examtime.com/pt/blog/tecnologia-do-futuro/ a 28 de Maio de 2016

Software transforma qualquer dispositivo num painel tátil

O software ForcePhone pode ser aplicado em qualquer dispositivo com microfone e coluna para lhe conferir a capacidade de ser sensível à pressão.

Uma equipa da Universidade do Michigan criou uma forma de conferir capacidades de ser sensível à pressão do toque a qualquer aparelho. Os investigadores replicaram o sistema do Apple Touch, mas a 18 kHz, explica o Engadget.

O ForcePhone faz com que o telefone esteja sempre a emitir um zumbido na frequência de 18 kHz, demasiado elevado para ser ouvido pelo ouvido humano, mas não pelo microfone do aparelho. Quando o utilizador pressiona o dedo contra o ecrã, conforme a pressão que faça seja maior ou menor, a intensidade do zumbido altera-se e o ForcePhone consegue interpretar essas variações e traduzi-las em comandos, noticia o Engadget.

Sabe mais aqui

Investigadores querem que robôs aprendam a sentir dor

Cientistas da Universidade de Leibniz, Alemanha, querem que os robôs tenham um sistema de proteção relacionado com a dor e que aprendam a evitá-la, mantendo-se seguros.

Biologicamente, os seres humanos estão “programados” para evitar qualquer fonte de dor. Agora, investigadores da Alemanha querem que o mesmo princípio seja aplicado aos robôs. Durante a conferência IEEE, sobre robótica e automação, Johannes Kuehn e Sami Haddaddin apresentaram o seu trabalho e defenderam que «A dor é um sistema que nos protege. Quando evitamos a fonte de dor, ajuda-nos a não nos ferirmos», cita a Cnet.

Sabe mais aqui

Aspiradores usados para escalar prédio

Numa iniciativa promovida pela LG, a alpinista profissional Sierra Blair-Coyle subiu a um prédio de 140 metros usando apenas dois aspiradores para se manter colada às janelas.

O objetivo da LG era promover de uma forma inovadora a potência, o poder de sucção e a autonomia da sua linha de aspiradores CordZero. Para isso, pediu a Sierra Blair-Coyle para subir a um prédio de 140 metros, usando apenas o poder de sucção dos aspiradores para se impulsionar e manter junto ao edifício, explica oHTXT.

Sabe mais aqui

YG-300

YG-300 é um pequeno projector que custa menos de 30 euros.

Este utensílio consegue projectar num tamanho desde 25 até 60 polegadas, resolução nativa de 320 x 240, tem suporte de entrada até 1080p e ainda com 400 a 600 Lúmens.
Possui vários interfaces desde AV,USB, HDMI, cartão SD e saída de som 3,5 mm.
As sua dimensões: 12,59 x 8,50 x 4,50 cm, pesando apenas 245g tendo uma baterias 1300mAh.



PS4 atingiu 40 milhões de vendas

Recentemente a PS4 atingiu 40 milhões de vendas por todo o mundo e 270,9 milhões de jogos vendidos nas lojas ou lojas online até ao dia 22 de maio de 2016. Sendo a consola que mais rapidamente vendeu em todo o histórico da empresa.

A Sony Interactive Entertainment estando muito comtente com este resultado obtido diz: 

“Estamos muito agradecidos pelo enorme apoio dos nossos fãs e parceiros em todo o mundo, que nos ajudaram a alcançar este grande êxito num tão curto espaço de tempo” e

“Vamos esforçar-nos ainda mais para continuar a oferecer experiências de jogo emocionantes e acelerarmos a expansão do negócio e da plataforma PS4 neste ano fiscal, através da oferta de um catálogo de jogos incomparável, lançando o nosso sistema de realidade virtual, PlayStationVR, e investindo no desenvolvimento de serviços com características inovadoras”.                           
                                 








HP anuncia um computador que é uma mochila

A HP anunciou há muito pouco tempo a sua nova linha de computadores. A nova linha de laptopes são para os gamers e usuários de aplicações exigentes.

Apesar deste utensílio ainda não tem um nome especifico já tem as suas características:
Um processador Intel Core i5 e i6, 32GB de RAM, uma placa de video dedicada, um cinto que prende à cintura e duas baterias que alimentam o laptop. Isto tudo ficará dentro de uma mochila que se leva ás costas, tendo um peso máximo de 4,5 Kg.

No entanto este aparelho tem como uso principal a realidade virtual. Os utilizadores poderão colocar o computador nas costas e andar pela realidade virtual sem se preocupar com as limitações das extensões dos fios.


Futuristic Chinese Bus Concept Aims To Improve Public Transit | Autoblog Minute

A conceção de um autocarro chines mostra uma visão dos futuros meis de transporte. Transit Elevated Bus or TEB anda muito acima da estrada ultrapassando o transito facilmente.


sexta-feira, 27 de maio de 2016

Garrafa com ecrã e WIFI

Kuvee Smart Wine é o nome desta garrafa. A proposta consiste em que a vás enchendo com vinho precedente de cartucho da própria adega e assegura-te que o manterá em perfeitas condições durante 30 dias
O ecrã tátil que vem na garrafa mostra o tipo e a informação sobre o vinho que esta contém- pois o mesmo é identificado pela garrafa- assim como fotos da sua elaboração.

Fonte

10 das 20 imagens mais assustadoras do Google Street View

1. Os aliens chegaram


2. Pessoas Pombo no Japão


3. A casa assombrada


4. A Glitch in the Matrix


5. Uma cena do The Birds


6. Uma vaca magoada


7. A doca do assassinato


8. Será que o Google Street View matou um burro?


9. Uma criança abandonada


10. Uma cara partida


Para saber mais sobre estas fotografias e ver as restantes clique aqui.







Explosões solares podem ter sido fator chave no surgimento da vida como a conhecemos

Ao mesmo tempo magnificentes e temidas, as explosões solares acabam de ganhar um outro nível de atratividade: a de poderem ter sido um elemento chave para o surgimento de vida na Terra.

A adolescência do Sol foi tormentosa, plena de explosões muito mais intensas do que as atuais, mas pelos vistos ainda bem que assim aconteceu, já que essas fortes tempestades solares podem ter sido uma grande parte da razão de existir vida como a conhecemos.

Há cerca de 4.000 milhões de anos, o Sol só tinha aproximadamente três quartos do brilho que tem agora, mas a sua superfície estava minada de gigantescas explosões que expulsavam grandes quantidades de matérias e radiação para o espaço.

Estas poderosas explosões terão dado algum prejuízo, nomeadamente a Marte, mas segundo um grupo de investigadores da NASA, também tiveram os seus benefícios, neste caso para a Terra.

tek sol ultravioleta

Toda a informação aqui
Tem os próximos dias para ver Marte como (possivelmente) nunca viu

Há mais de 10 anos que o planeta vermelho não estava tão perto da Terra como por estes dias. A proximidade oferece uma excelente oportunidade para ver o planeta vermelho a “olho nu”.
O fenómeno de aproximação decorre desde o passado dia 18 de maio e vai até 3 de junho, mas a "apoteose" é esta segunda-feira, 30 de maio. Nessa altura, Marte estará à distância de “apenas” 75,3 milhões de quilómetros da Terra, algo que já não acontecia há 11 anos.


De acordo com quem sabe, para localizar o planeta o mais fácil é olhar primeiro para a Lua e depois tentar identificar, na sua proximidade, “uma estrela brilhante como fogo”.

Se perder a oportunidade, poderá tentar fazê-lo novamente a 31 de julho… mas de 2018, altura em que Marte vai estar novamente à menor distância possível da Terra.

tek marte hubble

toda a informação aqui

Exército português irá comprar 12 dones

José Azeredo Lopes, já deu permissão para o exercito português  adquirir 12 sistemas mini-UAV, podendo apenas gastar 6 milhões de euros ao comprar esses drones. Ou seja estas maquinas vão custar cerca de 1 milhão de euros por ano até 2021.

Estes dornes terão como principal objectivo recolher informação e  aquisição de objectivos e reconhecimento de sistemas não tripulados, ajudando desta forma as Unidades de Escalão Batalhão.

Para obter estas maquinas terá de ser realizado um procedimento desenvolvido pela NSPA ou seja a NATO Support Agency e que ficará na responsabilidade do General Francisco Duarte e pelo Estado-Maior do Exército.


Mozilla Firefox ganha à Microsoft na guerra dos browsers

O Mozilla Firefox conseguiu bater a Microsoft, pela primeira vez, ao ser o browser mais usado em relação ao Internet Explorer e ao Edge. Os dados são dados pelo site de estatísticas da StatCounter, onde foram avaliados mais de 15 mil milhões de visualizações de páginas em três milhões de sites. Cerca de 15,6% dos utilizadores navegavam na Internet com recurso ao Mozilla Firefox, enquanto apenas 15,5% navegavam pelos browsers da Microsoft.
O CEO do site de estatísticas, StatCounter, afirmou que “A Microsoft poderia esperar um aumento com o lançamento do Windows 10 e com o Edge, mas isso não se verifica”.
ww-desktop-browser-apr-2016-640x371

Surface Pro 5 poderá ser lançado em junho de 2016

Alguns rumores do Surface Pro 5 indicam que a Microsoft poderá lançar o tablet em junho deste ano.
No evento Computex que inicia a 31 de maio em Taipei, a Intel deverá revelar oficialmente a próxima geração do processador Kaby Lake, o qual será mais rápido. Por sua vez, o Surface Pro 5 também deverá oferecer uma resolução 3840 x 2160 e um ecrã HD 4K Ultra.
Pelos problemas de bateria relatados no Surface Pro 4, a Microsoft deverá apostar numa bateria maior que ofereça mais tempo de utilização. E, também deverá vir com uma Surface Pen para sentir-se mais fluído e preciso a escrever como se fosse em papel.

Skype 7.0 finalmente adapta-se aos tablets

tablet Skype 7.0
A mais recente atualização do Skype traz grandes novidades para os tablets Android, pela mão da Microsoft, onde se destaca o novo interface capaz de proporcionar a mais completa experiência de utilização. Até aqui o funcionamento do Skype em grandes ecrãs era desajustado do potencial que este tipo de equipamentos poderia oferecer.
A versão 7.0 que o Skype agora estreia está vocacionada para utilização multitarefa. Quando temos o tablet na posição horizontal somos brindados com um interface dividido em vários painéis para que possamos enviar mensagens, arquivos e ter também acesso às nossas últimas conversas durante a realização de uma chamada de voz ou mesmo de vídeo.

Spotify tem um novo look

O Spotify, serviço de streaming de músicas mundial, está a ganhar cada vez mais adeptos uma vez que o seu serviço é realmente eficaz. Basta criar uma conta e usufruir das milhões de faixas de música disponíveis.

spotify

O ano passado, a equipa Spotify já tinha mudado o logótipo do programa e agora mudou todo o seu aspecto! Colocou um gradiente preto e mais discreto.
É certo e sabido que o Spotify, antes de mexer no que quer que fosse, teria de ganhar utilizadores, fortes utilizadores, para que, depois de mudar, mesmo que as pessoas não se habituassem logo ao look discreto não desistissem, pois já estariam “viciadas” na plataforma. E foi mesmo isso que aconteceu.
Este novo look vai estar disponível inicialmente apenas para as plataformas: iPhone, aplicação Web e desktop (computador).
Spotify new look
A equipa Spotify pretende com o escuro fazer sobressair as capas dos álbuns, uma vez que, de luzes apagadas, é quase como se sentisse que está no cinema a desfrutar do momento. Terá quase a sensação de hipnotismo e sentirá a música profundamente.

Airbus apresenta mota elétrica futurista e superleve

A APWorks é uma das empresas do universo Airbus especializada no desenvolvimento de projetos que aliam design à engenharia. O mais recente trabalho desta divisão é o quadro ultraleve de uma mota impresso a 3D e cujo peso ronda os 6 kg. Integralmente fabricado em metal, numa liga de alumínio e magnésio a que deram o nome de Scalmalloy, a mota da APWorks com este quadro futurista é de apenas 34 kg. Este peso, apesar de não parecer o de uma pluma, é cerca de 30% inferior às estruturas semelhantes utilizadas em motas elétricas.
Light Rider
O material inovador consegue ter resistência idêntica à do titânio e é obtido apenas de um pó com os materiais base que são depois impressos com recurso à tecnologia laser. Além do material o trabalho da APWorks focou-se no software especial capaz de conceber uma estrutura com esta tipologia capaz de suportar o máximo de peso com utilização mínima de material. A nova mota da APWorks está equipada com motor elétrico com  6 kW, conseguindo a bateria 60 km de autonomia. A velocidade máxima é de 80 km/h.

Google lança o primeiro rival de peso para o Amazon Echo


Aparelho conectado foi apresentado pela gigante durante abertura do Google I/O 2016 nos EUA. Lançamento acontece ainda em 2016.


O Google anunciou nesta quarta-feira, 18/05, a sua resposta ao assistente digital Amazon Echo durante a abertura do seu evento Google I/O 2016, nos EUA.
O brasileiro Mario Queiroz, VP de gerenciamento de produtos do Google e conhecido por ter anunciado o Chromecast há alguns anos, subiu ao palco do evento para desenvolvedores para falar sobre o novo aparelho, chamado simplesmente de Google Home.
Assim como o gadget da Amazon, o Google Home é basicamente um pequeno alto-falante em formato cilíndrico que possui microfones que podem te ouvir sempre para responder às suas perguntas, com ajuda da ferramenta de buscas icônica da empresa e do Knowledge Graph, e fazer coisas como tocar uma música, mudar uma reserva de restaurante ou controlar outros aparelhos de automação da casa.
O aparelho conta com algumas luzes coloridas, que indicam se o produto está ligado e funcionando, e traz uma boa qualidade de som com “graves fortes e agudos claros”, segundo Queiroz.
Obviamente que a novidade funcionará de forma integrada com soluções do Google como o Chromecast, o YouTube e o Google Play Music - e esperamos que faça o mesmo com outras aplicações como o Spotify, por exemplo.
Por enquanto, o Google só disse que o Home chega até o final do ano e lançou uma páginapara os usuários se inscreverem para receberem mais informações.

Fontes: http://pcworld.com.br/noticias/2016/05/18/google-lanca-o-primeiro-rival-de-peso-para-o-amazon-echo/

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Gelo no Ártico atinge novos mínimos históricos neste Inverno

Este é o segundo ano consecutivo em que o nível de gelo no Oceano Ártico atinge mínimos históricos no Inverno. O volume tem vindo a ser consecutivamente reduzido nos últimos 13 anos mas pode não influenciar a temperatura global.

Os dados foram recolhidos através de imagens de satélite pelo centro de National Snow and Ice Data Center (NSIDC) da NASA e revelam que, a 24 de março, a extensão do gelo Ártico estava 431 milhas quadradas abaixo da média registada entre 1981 e 2010. A subida de temperatura global nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro é uma das razões apontadas pelos cientistas.


Todos os anos o ciclo de evolução da camada de gelo flutuante leva a uma redução significativa com o degelo na Primavera e no Verão, retomando a dimensão durante o Outono e Inverno. Mas este ano, pelo segunda vez consecutiva, foram atingidos novos mínimos e na semana passada a extensão de gelo atingia os 14,52 milhões de quilómetros quadrados, um novo mínimo de Inverno desde que começaram a ser feitos os registos, em 1979.

tek gelo ártico

Mais informação aqui

Primeira mota impressa em 3D

A APWoks, uma empresa de Airbus está dedicada a projectos que envolvem impressoras 3D.
Então a mesma empresa muito recentemente apresentou a primeira mota, a Light Rider, que foi impressa  numa impressora 3D.

Para fazer esta maquina a empresa desenvolveu um material chamado Scalmalloy. Este material é muito resistente tendo a mesma força que o Titânio. Uma das outras particularidades desta mota é chegar dos 0 aos 45 Km\h em 3 segundos, chegando a uma velocidade máxima de 80 Km\h.
Infelizmente só foram 50 motas fabricadas e chegando a custar 50.000 euros.


MIT criou robot origami para engolir

O robot poderá servir para tratar ferimentos internos ou resgatar objetos engolidos por descuido. O aparelho é feito com intestino de porco e controlado com ímanes.

tek robot

Uma equipa de investigadores do MIT desenvolveu um robot origami que pode ser ingerido. O objetivo desta criação é tornar mais eficientes e menos invasivos os procedimentos necessários para tratar feridas internas ou remover objetos acidentalmente engolidos por pacientes.

O protótipo desenvolvido foi construído com intestino seco de porco e ímanes que podem ser controlados à distância através da influência dos seus campos magnéticos.

Tanto o tamanho quanto a flexibilidade do robot, permitem que a sua ingestão seja feita tal qual um comprimido. No vídeo disponibilizado pelo MIT, é possível assistir a um teste num sistema digestivo artificial onde o aparelho entra no corpo humano dentro de uma cápsula de gelo que acaba por se dissolver no estômago, onde liberta o robot.

Daniela Rus, diretora do laboratório de Inteligência artificial do MIT, vê um futuro promissor para esta tecnologia mas reconhece que há alterações essenciais a fazer para que o robot funcione na plenitude dentro do corpo humano. "É realmente difícil controlar e colocar um robot dentro do corpo humano se o robot estiver ligado a algum tipo de corrente [magnética, neste caso]".
Estação Espacial Internacional completou 100.000 órbitas em torno da Terra

Passados quase 18 anos do seu lançamento, a Estação Espacial Internacional completou a sua 100.000ª órbita em torno do planeta Terra. O feito, assinalado esta segunda feira, dia 16 de maio, foi registado por Jeff Williams, tripulante da Expedição 47, num pequeno vídeo.

Parte destas voltas foram testemunhadas por mais de 220 astronautas e cosmonautas que, nos últimos 15 anos, ocuparam os habitáculos da estação, como sublinha Williams.

A EEI circula a quase 30.000 km/h e demora apenas 90 minutos a completar uma volta ao planeta azul. Hoje, a estação já viajou mais de 4.254.046.974 quilómetros, uma distância que quase daria para chegar a Neptuno.

tek iss

Toda a informação aqui
NASA já está em Marte a conduzir todo o terreno


O envio de um rover para Marte deverá acontecer em 2020. Até lá os engenheiros do Jet Propulsion Laboratory (JPL) preparam o veículo para “aquilo que há-vir” com a ajuda da realidade aumentada.


tek rover marte 2020


A NASA está a desenvolver nos seus laboratórios um rover “especial de corrida” para passear na superfície de Marte. Com data de lançamento marcada para 2020, o veículo já está a ser testado, mas de uma forma especial: num modelo em 3D que ultrapassa as fronteiras do monitor de computador.

Tal acontece graças à realidade aumentada dos Hololens, numa parceria estabelecida já em 2015 com a Microsoft, e a intenção é criar uma forma precisa de explorar o planeta vermelho sem ter de viajar até lá, permitindo aos cientistas percorrerem Marte tal como se se tratasse de um qualquer local na Terra.

A experiência com os óculos da Microsoft é ajudada por, principalmente, duas soluções de software: a OnSight e a ProtoSpace.

O OnSight permite gerar um holograma da superfície de Marte com base nas imagens fornecidas pela sonda Curiosity. Além disso permite ter o contributo de cientistas planetários e geólogos especializados no planeta vermelho, que não estejam no JPL, em tempo real, na análise de diferentes aspetos da missão.

É com base nesta ferramenta que a NASA se prepara para avançar com uma experiência de realidade virtual Destination: Mars, dirigida ao público em geral e que tem estreia marcada para o verão no complexo para visitantes do Kennedy Space Center.

Mias inforamação aqui

Primeiro escritório impresso em 3D já abriu


O primeiro escritório produzido por uma impressora 3D abriu no Dubai. Tem 250 metros quadrados e foi criado em 17 dias.


Foram necessários 17 dias para que a impressora com dois andares de altura e quase 40 metros de comprimento e 12 metros de largura criasse o edifício de um andar com 250 metros quadrados de área. A máquina imprimiu uma mistura de materiais: betão, plástico reforçado e fibra de vidro.

O custo total da obra foi de 140 mil dólares (cerca de 125 mil euros), o que corresponde e metade do valor que custaria a criar o mesmo edifício usando os métodos convencionais. Ainda mais impressionante, apesar da grande dimensão da impressora, foi necessário apenas uma pessoa para supervisionar o processo de impressão. Ainda assim foram necessárias outras 18 pessoas para, por exemplo, instalar as tubagens e a rede elétrica.



Forças nucleares norte-americanas ainda usam disquetes



Computadores de 1970 são usados no departamento que controla os mísseis intercontinentais, os bombardeiros nucleares e os aviões de reabastecimento aéreo.



Em 2016, as disquetes de 8 polegadas, que remontam aos primórdios dos sistemas informáticos, ainda fazem parte do quotidiano dos serviços de defesa nuclear dos Estados Unidos da América.

Um relatório do Government Accountability Office (GAO), um organismo equivalente ao Tribunal de Contas, revela que ainda utilizam computadores antigos com leitor de disquetes.


Windows 10: Microsoft usa “truque sujo” para forçar actualização



Desde que o Windows 10 foi lançado, a Microsoft tem usado as mais diversas estratégias para que os utilizadores com Windows 7 e 8/8.1 procedam à actualização.


Durante estes dias a Microsoft tem continuado a forçar a actualização e está agora a ser acusada de “truque sujo” segundo revela a BBC.

Em causa está um pop-up que além de indicar que o Windows 10 é uma actualização recomendada, quando o utilizador carregar no botão para sair, em vez de simplesmente fechar a janela o que acontece é que a actualização é confirmada e agendada para a data indicada.


As sete marcas de chocolate que utilizam trabalho escravo infantil
Em setembro de 2015, foi apresentada uma ação judicial contra aMars, a Nestlé e a Hershey alegando que estas estavam a enganar os consumidores que “sem querer” estavam a financiar o negócio do trabalho escravo infantil do chocolate na África Ocidental.

Crianças entre os 11 e os 16 anos (por vezes até mais novas) são fechadas em plantações isoladas, onde trabalham de 80 a 100 horas por semana. O documentário Slavery: A Global Investigation (Escravidão: Uma Investigação Global) entrevistou crianças que foram libertadas, que contaram que frequentemente lhes davam murros e lhes batiam com cintos e chicotes. “Os espancamentos eram uma parte da minha vida“, contou Aly Diabate, uma destas crianças libertadas. “Sempre que te carregavam com sacos [de grãos de cacau] e caías enquanto os transportavas, ninguém te ajudava. Em vez disso, batiam-te e batiam-te até que te levantasses de novo.“
Em 2001, a FDA queria aprovar uma legislação para a aplicação do selo “slave free” (sem trabalho escravo) nos rótulos das embalagens. Antes da legislação ser votada, a indústria do chocolate – incluindo a Nestlé, a Hershey e a Mars – usou o seu dinheiro para a parar, prometendo acabar com o trabalho escravo infantil das suas empresas até 2005. Este prazo tem sido repetidamente adiado, sendo de momento a meta até 2020. Enquanto isto, o número de crianças que trabalham na indústria do cacau aumentou 51% entre 2009 e 2014, segundo um relatóriode julho de 2015 da Universidade Tulane.

As 7 marcas de chocolate que utilizam cacau proveniente de trabalho escravo infantil são:

Hershey
Mars
Nestlé
ADM Cocoa
Godiva
Fowler’s Chocolate
Kraft