quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

YouTube testa novo design

Projeto, batizado como Cosmic Panda, foi desenvolvido pela TestTube e espera por avaliação do público
A nova lista de sugestões de vídeos
O projeto chamado de Cosmic Panda  foi anunciado nesta quinta-feira, 7, no blog oficial do YouTube .
A mudança que mais chama atenção é a substituição do branco pelo preto como cor de fundo do site. Os vídeos relacionados ficam abaixo da tela do vídeo em exibição, e não mais ao lado e é possível alternar entre a visualização dos vídeos relacionados e dos comentários clicando em dois botões logo abaixo do vídeo em exibição.
“Estamos ansiosos para ouvir o seu feedback. É uma grande oportunidade para nós incorporar suas ideias em projetos futuros para o YouTube”, dizia o blog, convidando todos a clicarem no botão azul à esquerda da tela, escrito “feedback”, e deixar suas impressões sobre a nova cara do YouTube.
Bem mais limpa que a página inicial atual, a versão de teste exibe uma indicação de vídeo (Nyan Cat), três de opções de canais (The Young Turks, ICanHasCheezburger.com e HBO), e uma lista de reprodução (do cantor Rick Rolls).
Para testar o novo design, clique aqui . Para voltar à versão antiga, acesse o mesmo link e clique em “older version” .

No seu próprio canal pode ainda activar este novo visual carregando no botão de experimentação.

Como a visualização de vídeos fica no novo layout

Os canais, personalizáveis, mudaram a disposição dos vídeos na tela
- adaptado de estadao.com.br

As Fotografias de Frida Kahlo

"Fotografias da vida da pintora Frida Kahlo, que serviram de inspiração ou material de trabalho e pertencentes ao seu acervo pessoal, vão encher o Pavilhão Preto do Museu da Cidade de Lisboa.


A exposição é composta por 257 fotografias, das 6500 que compõem o acervo da Casa Azul/Museu Frida Kahlo no México, onde viveu e morreu a conhecida pintora. Comissariada por Pablo Ortiz Monasterio, fotógrafo e historiador de fotografia mexicana, esta mostra apresenta as imagens, entre as quais muitos retratos, onde é visível a importância deste meio na obra de Kahlo."

Esta exposição encontra-se no Museu da Cidade de Lisboa, no Campo Grande, até ao dia 29 de Janeiro de 2012.
Para mais informações, podem visitar a página do facebook, de onde retirei a noticia, e onde se encontram os horários e preços.

https://www.facebook.com/exposicaofridakahlo

Teclado e rato em vidro!

Enquanto algumas pessoas se preocupam em adicionar um toque físico aos teclados virtuais, outros percorrem o caminho oposto e criam teclados e ratos sem teclas totalmente em vidro.Este é mais um projecto Kickstarter, mas que talvez devido ao custo elevado dos produtos (teclado e rato ficam por 150 dólares), continua ainda sem atingir o valor total pretendido para a sua concretização.

A tecnologia utilizada é bastante simples, semelhante à que era utilizada em muitos paineis multitouch - como por exemplo o da mesa Surface da Microsoft (a primeira versão, já que na nova versão usa um painel "pixel-sense" muito mais evoluído) - e onde uma câmara detecta os diversos toques no vidro que é "inundado" de luz infravermelha.Sendo eu um fã dos teclados "futuristas", não posso deixar de me sentir atraído por este projecto. Infelizmente, o tempo de crise não ajuda... e por este preço, fica completamente fora do meu orçamento.


Por: Carlos Martins

http://www.zoomit.pt/index.php/noticias/64-breves/1812-teclado-e-rato-em-vidro

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Estúdio português prepara jogo para PC!

A Walk in the Dark é o nome de um jogo indie de acção e plataforma criado por dois portugueses e que deverá ser lançado em 2012.
Bruno Vidal de 24 anos e Paulo Silva de 26 são os fundadores da Flying Turtle Software, uma empresa portuguesa que já desenvolveu Samarium Wars para Windows Phone 7 e que prepara o seu próximo lançamento com "A Walk in the Dark", desta feita para PC. O título em desenvolvimento foi premiado no Pizza Night, um encontro de criadores de jogos promovido pela Microsoft.
No blog oficial do jogo os jovens criadores revelam que o projecto começou a ser desenvolvido há 11 meses e que apenas queriam pôr em prática algumas ideias e conceitos de jogo que tinham na cabeça para criarem um jogo divertido. “Nós gostamos de fantasia negra e de boas histórias” escrevem Bruno e Paulo no seu primeiro post relativo ao jogo, pontos que serviram de linha de partida para a criação do enredo.
A Walk in the Dark conta a história de Arielle, uma menina, e Bast, o seu gato. Numa tarde foram passear os dois para a floresta e o gato encantado pela dimensão e diversidade do espaço acaba por se afastar da rapariga enquanto explora o mundo exterior às quatro paredes de casa. Numa das suas brincadeiras Bast acaba por tropeçar, cai em cima de umas pedras e ouve uns ramos a partirem-se debaixo de si. Uma figura fantasmagórica de fumo envolve o ambiente e materializa-se em frente ao felino desorientado.
Arielle começa a procurar o bichano e depara-se com o gato e o «monstro» frente a frente. A figura fumarenta vira-se para a rapariga e envolve-a, desaparecendo depois com ela. A linda floresta torna-se agora um lugar estranho e escuro, mas Bast tem que ultrapassar os medos e inicia a uma viagem à procura de Arielle.
No jogo propriamente dito, a personagem principal é o gato Bast e a mecânica de  jogo consiste em evitar obstáculos através de saltos e combinações de golpes acrobáticos, havendo ainda partes do desafio em que a gravidade se torna um factor a ter em consideração.

Blog Oficial do jogo: http://a-walk-in-the-dark.com/

Nova campanha explica Televisão Digital Terrestre

De forma a esclarecer dúvidas sobre a televisão digital terrestre, a Anacom promove agora uma nova campanha.
Esta foi lançado hoje, dia 29 de Novembro de 2011, e pretende informar a população sobre o que terá que fazer para não deixar de ver os quatro canais de televisão emitidos em sinal aberto, aquando da transição da televisão analógica para a televisão digital, passando a substituir o sinal analógico de televisão a partir do próximo dia 12 de janeiro.
Abaixo podemos visualizar a nova campanha de esclarecimento sobre a TDT, sendo a mesma transmitida através de outdoors, na Internet e na rádio.



Fonte: http://tek.sapo.pt/multimedia/nova_campanha_explica_televisao_digital_terre_1204054.html
Data de Visualização: 29 de Novembro de 2011

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Adeus Sony Ericsson, Olá Sony!

A Sony comprou os 50% da Sony Ericsson, pertencentes à Ericsson e, agora, os produtos deixarão de ser Sony Ericsson, passando a ser só Sony.
Apesar de já se estar à espera, agora é oficial, a Sony decidiu deixar cair o nome Ericsson, e os próximos aparelhos só terão o nome da Sony.
Os primeiros telemóveis da Sony deverão começar a aparecer na próxima feira CES, que irá decorrer já em Janeiro.
                                 in: www.tecnologia.com.pt

A mais inovadora bicicleta

Toyota cria uma bicicleta que "lê a mente"

A Toyota criou uma bicicleta que consegue "ler mentes". A Prius X Parlee, a versão duas rodas do carro híbrido Toyota Prius, nasceu de uma parceria com a empresa de bicicletas Parlee e a empresa de design Deeplocal. Veja o Vídeo.
A marca Toyota criou a Prius X Parlee (PXP), uma bicicleta que lê a mente do utilizador e muda as velocidades automaticamente. O velocípede assenta nos avanços tecnológicos experimentados com o carro Prius AVOS (Sistema Automático de Operação do Veículo), um híbrido inovador e fácil de utilizar, graças à sua concepção intuitiva e sensorial.
Concebida pelo famoso designer de bicicletas Bob Parlee, em conjunto com a empresa de engenheiros Deeplocal, a mais recente criação futurista da Toyota, a bicicleta PXP, foi concebida para ser um modelo aerodinâmico e é totalmente feita de carbono.
Além de combinar a tecnologia agressiva de uma bicicleta de corrida, a PXP tem também a acessibilidade de uma bicicleta de estrada. É desenhada não só para ter um bom desempenho mas também, para percorrer grandes distâncias.
O que torna esta bicicleta especial é o capacete criado pela Deeplocal, que permite ao utilizador controlar o velocípede apenas com o pensamento
28/11/2011
.

domingo, 27 de novembro de 2011

Vêm aí lentes de contacto que projetam imagens junto aos olhos

Investigadores da Universidade de Washington levaram a cabo ensaios em animais com lentes de contacto que projetam imagens e prometem melhorar a capacidade de visão dos utilizadores.

Vêm aí lentes de contacto que projetam imagens junto aos olhos

Os investigadores da universidade norte-americana já não têm dúvidas de que o conceito é viável - e lembram que, neste momento, apenas falta desenvolver uma forma de fornecimento de energia suficientemente eficaz e cómoda para que as lentes que também podem atuar como ecrãs dos olhos entrem no circuito comercial.

De acordo com o Journal of Micromechanics and Microengineering , os protótipos criados nos laboratórios da Universidade de Washington só conseguem funcionar quando se encontram a poucos centímetros de uma bateria que transmite a energia sem necessitar de qualquer cabo.

Os protótipos usados em coelhos apenas continham um díodo emissor de luz, mas os responsáveis pela investigação não têm dúvidas de que, uma vez comprovado o conceito, o projeto poderá evoluir para o desenvolvimento de lentes flexíveis, que projetam imagens holográficas com centenas de píxeis.

As aplicações são variadas: de sistemas de navegação e georreferência, a soluções que permitem ler o e-mail; de novas formas de interatividade com videojogos a sistemas de apoio a pessoas com deficiências visuais. Nos próximos tempos, os investigadores americanos, que estão a trabalhar em parceria com a Universidade de Aalto, Finlândia, pretendem começar por testar a simples inclusão de textos nas lentes - um objetivo que exigiu o desenvolvimento de uma nova funcionalidade de focagem, que permite que o olho humano consiga distinguir carateres e imagens a distâncias muito reduzidas.



Ler mais: http://aeiou.exameinformatica.pt/vem-ai-lentes-de-contacto-que-projetam-imagens-junto-aos-olhos=f1011202#ixzz1ewFg4bSp

Nova rede social youbeQ

A youbeQ é uma nova rede social, a primeira a correr no Google Earth, e foi desenvolvida, de raiz, pela iNovmapping – uma Startup da Universidade de Coimbra (UC) – formada por ex-alunos da Faculdade de Letras (FLUC). Após os primeiros dias de lançamento, a rede conta já com utilizadores oriundos de 83 países.


Trata-se de uma rede social a 3 dimensões representa a realidade como nenhuma outra plataforma: «o que nos distingue de redes sociais como o facebook ou linkedin é a forma como fazemos o contacto social. Na youbeQ, a abordagem é feita de forma inovadora porque é estabelecida uma relação das pessoas com os locais, permitindo conhecer o mundo através de viagens virtuais. Estamos perante uma rede muito intuitiva, o mais próxima possível da realidade», explica o responsável da iNovmapping, Rogério Coelho.

Enquanto no Facebook, p. ex., são criadas páginas de uma instituição ou de um local, na YoubeQ os locais, os monumentos, etc., são apresentados em modelação 3D. A “entrada” na rede tem como cenário o Central Park, Nova Iorque, e o utilizador está representado através de um avatar. A partir daqui começa a viagem. Assim, ao percorrer o local vai cruzar-se com todos os outros avatares (utilizadores) que no momento estejam também no Central Park, podendo iniciar amizades.

Outra das potencialidades que torna esta rede social inovadora é o facto de em qualquer momento, o utilizador poder “teleportar-se” para qualquer outro ponto do planeta ou convidar um amigo que está na China, por exemplo, a “teleportar-se” para uma determinada cidade e efetuarem uma visita em conjunto permitindo a troca de impressões sobre os locais visitados.


Em suma, afirma Rogério Coelho, «a YoubeQ permite explorar o mundo rodeado de outras pessoas que o vão ajudar a saber mais sobre os mais diversos locais do planeta terra, num ambiente 3D, com base no Google Earth. Todos os utilizadores serão guias de locais, pois poderão ajudar os outros utilizadores a conhecer melhor o mundo onde vivem».

Disponível, por enquanto, só na Internet, a rede estará acessível brevemente a partir dos denominados Smartphones, o que vai permitir ter um «mundo hibrido entre o real e o virtual», ou seja, «se o utilizador estiver a conduzir, p. ex., começam, de imediato, a aparecer automóveis no cenário porque a rede, por assim dizer, absorve o ambiente real», conclui.


in http://www.zoomit.pt/index.php/noticias?start=27

Fado reconhecido como património mundial

A fadista Mariza, embaixadora da candidatura, realça que o fado "antes de ser um Património Imaterial da Humanidade é um património nosso". Que se ouviu, na voz de Amália, logo após o anúncio da distinção, na Indonésia.

António Costa, presidente da Câmara de Lisboa, que se deslocou a Bali, na Indonésia, como elemento da comitiva portuguesa, colocou o telemóvel, onde tinha gravado "Estranha Forma de Vida" ( em baixo vídeo com este fado), de Amália Rodrigues, perto do microfone e fez-se silêncio na sala.



"Acho que foi a melhor forma de homenagear aqueles que têm de ser hoje homenageados. São aqueles que têm feito o fado e que são os fadistas e aquela 'Estranha Forma de Vida' é uma homenagem a todos", justificou António Costa.

"Muita gente achava que o fado era triste. O fado é alegria", afirmou o autarca, logo depois, acrescentando que o reconhecimento do fado como património Imaterial da Humanidade é um reconhecimento para cantores, poetas, músicos, compositores.

"E ouviu-se o fado. Muito bom e muito bem. Estamos muito felizes e com imensa vontade de partilhar essa alegria com todos os que trabalharam nesta candidatura, com todos os que constroem o fado, com todos os nossos artistas, todos os nossos parceiros, as instituições envolvidas, os investigadores, a equipa do Museu do Fado. É uma alegria muito grande", afirmou a directora do Museu do Fado.

Sara Pereira disse também que a inscrição é uma "responsabilidade acrescida" no cumprimento do plano de salvaguarda que foi apresentado à UNESCO e que tem cinco eixos estratégicos: a rede de arquivos, o arquivo digital sonoro, o programa editorial, a implementação de roteiros temáticos de fado e o programa educativo.

A fadista Mariza, embaixadora da candidatura, afirmou-se "muito contente e satisfeita" e disse à Lusa que com esta distinção "vamos passar a ver o fado com outros olhos". "Em vez de estarmos cada um a puxar para os eu lado vamos todos puxar para o mesmo, ficarmos juntos e só assim faz sentido", disse Mariza que acredita que esta distinção irá unir mais o meio fadista.

"Mas antes de ser um Património Imaterial da Humanidade é um património nosso e isto não o podemos esquecer. É de todos nós. De todas as pessoas que o acarinharam", vincou a fadista.

Ana Moura, por seu lado, admitiu que o reconhecimento do fado como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO vai dar-lhe uma nova visibilidade, mas defendeu que "o fado sempre foi património da Humanidade".

"O Fado sempre foi património da Humanidade", afirmou à Lusa a fadista, acrescentando que a distinção "vai aconchegar a alma [dos portugueses] e encher-nos a todos de orgulho".

O fadista Camané considerou que "a principal consequência será a maior divulgação que o Fado terá", uma questão que "já é visível desde que toda a campanha de promoção [da candidatura] arrancou". "Assim, mais pessoas ficarão a conhecer o que é o Fado e a sua riqueza", disse Camané.

A fadista Maria da Fé considerou a distinção "uma coisa maravilhosa para o Fado e para o nosso país". "Daqui para a frente é uma incógnita", afirmou à Lusa a criadora de "Cantarei até que a voz me doa", referindo que "o fado já está, felizmente, com muita força e muito divulgado, mas nunca é demais e é muito positivo esta distinção".

Para a fadista, proprietária do restaurante típico Senhor Vinho, na Lapa, em Lisboa, "há esperança que [esta distinção] traga mais clientes, não só turistas como, muito especialmente, portugueses".

O VI Comité Inter-Governamental da UNESCO aprovou hoje em Nusa Dua, na Indonésia, a integração do Fado na Lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Cerca de uma hora antes do reconhecimento, o presidente da Comissão Científica da candidatura do Fado a Património Imaterial da Humanidade, Rui Vieira Nery, queixara-se que o processo de inscrição das candidaturas estava a ser longo por incompetência da presidência da reunião na condução dos trabalhos.

Com oito horas de diferença entra Bali e Portugal, temia-se que a discussão da candidatura do fado fosse adiada para amanhã, segunda-feira.



in: Diário de Noticias



Mais de 400 jovens vão aprender a construir robots



A sexta edição da RoboParty, organizada pela Universidade do Minho, está aberta a 400 jovens que vão aprender a construir robots móveis e autónomos de uma "forma divertida", em Guimarães, de 23 a 25 de fevereiro de 2012.


O anúncio da data da RoboParty 2012 foi hoje feito pela Universidade do Minho (UMinho), em comunicado enviado à Agência Lusa.

No comunicado, a organização afirma que se viu "forçada" a dar continuidade à iniciativa, devido ao "sucesso" das edições anteriores da RoboParty.

Assim, de 23 a 25 de fevereiro, "mais de 400 jovens" vão aprender a "construir robôs móveis e autónomos de uma forma divertida" e, adianta a UMinho, "assistidos por profissionais com competência".

A RoboParty 2012 vai decorrer no pavilhão desportivo da UMinho, em Guimarães, durante "três dias e duas noites non-stop".

Aos participantes, informa o comunicado, é pedido que levem um saco cama e uma computador, pois vão "passar o tempo a construir um robot com as próprias mãos".

A organização promete "formação básica em eletrónica e programação" durante o evento e as peças necessárias para os participantes construírem o seu robot "Bot'n Roll", assim como apoio de alunos de Electrónica Industrial.

O evento inclui ainda provas de robótica "extremamente divertidas", entre as quais uma prova de obstáculos, uma prova de perseguição e uma de dança.

Além desta "dinâmica de aquisição de conhecimento" decorrem, informa a instituição, "várias atividades lúdicas e desportivas nas quais todos podem participar", como polo aquático, atividade de orientação, um torneio de golfe, um torneio de ténis de mesa, arco e flecha, remates de futsal e xadrez.

A cargo do Grupo de Automação Controlo e Robótica e dos Departamento de Electrónica Industrial da UMinho, a RoboParty conta ainda com a participação de uma “spin-off” da instituição, a empresa Soluções de Automação e Robótica - SAR.

A RoboParty é aberta ao público entre as 09:00 e as 22:00 e pode também será acompanhada por “vídeo streaming” 24 horas por dia no site oficial http://www.roboparty.org, no qual estão também mais informações sobre o evento.



In : Destak/Lusa

Afonso Ferreira nº 1 12º 5ª