quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Apple estendeu, desde sexta-feira, o aluguer e a venda de filmes através do iTunes, para Portugal. Serviço disponível nos Estados Unidos há alguns anos, mas que chega a Portugal pela 1ª vez.
Este serviço já existe há alguns anos, mas as negociações com as distribuidoras andavam a atrasar este lançamento, tanto em Portugal como em outros países europeus.
Desde sexta-feira que o iTunes disponibiliza mais de 10 mil filmes, dos quais 3 mil são de alta definição (HD). Este serviço pode ser adquirido através do computador fixo, iPhone, iPad, ou iPod Touch.
Os preços são variáveis, dependendo do filme, como está claro. No entanto, a maioria dos filmes custa 9,90€, mas há uma área para filmes até aos 8€.
Para alugar, os filmes mais recentes começam nos 3,99€ (4,99€ para HD), enquanto os mais antigos começam nos 2,99€. Os filmes alugados ficam disponíveis para visualização durante 30 dias, mas assim que começar tem 48 horas de acesso ao filme.



                                                                                                           in: www.tecnologia.com.pt

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Apple pode estar a preparar um concorrente ao Google Maps

"A Apple comprou a C3 Technologies, um empresa tecnológica de mapas 3D a partir de satélite, permitindo à Apple criar o seu próprio “Apple Maps”.

O site VentureBeat avança que a Apple poderá ter comprado a empresa C3 Technologies, por 240 milhões de dólares e estará a preparar-se para criar o seu próprio serviço de mapas para os seus gadgets.

Até agora, o Google Maps é que fornece esse serviço para os aparelhos da Apple, no entanto esta poderá ser uma estratégia das estratégias da Apple para não depender de outras empresas, nomeadamente as rivais Google e Microsoft.

Não é a primeira vez que a Apple adquire empresas deste género, Placebase e Poly9 são outras empresas deste estilo que já foram adquiridas em 2009 e 2010. Agora, com esta nova aquisição, a Apple estará pronta para lançar o seu próximo serviço, que poderá estar disponível no próximo iPhone 5, com o iOS 6.

No entanto, isto são somente rumores, já que nem a Apple nem a C3 Technologies confirmaram o negócio."

In Tecnologia.com.pt
à data de quarta-feira, 02 de novembro de 2011

Optimus apresenta nova campanha



A Optimus iniciou uma campanha, onde apresenta a sua nova assinatura ‘O que nos liga é Optimus’, à qual alia uma nova música e o envolvimento de várias personalidades das artes e espectáculo nacionais.


A nova assinatura ‘O que nos liga é Optimus’ sublinha os valores de proximidade e envolvimento emocional da marca, representando ao mesmo tempo a vertente tecnológica que está subjacente à marca. O novo claim da operadora significa também que existem hoje novas e inovadoras formas de ligar as pessoas, não convencionais, ajustadas a uma realidade tecnologicamente avançada e que faz parte do dia-a-dia da Optimus.

O tema escolhido para acompanhar a comunicação da Optimus daqui em diante foi o clássico contagiante dos Beatles “All Together Now”. Segundo Hugo Figueiredo, Director de Marketing da Optimus, ‘este tema procura expressar a forte ligação preconizada pelos valores da marca, quer no que diz respeito à proximidade da marca com os seus clientes, quer no relacionamento dos próprios clientes com as pessoas que os rodeiam. A nova assinatura corporiza a missão da marca, que é a de possibilitar ligações entre pessoas, aproximando vidas e potenciando emoções’.

No âmbito da nova assinatura Optimus, cuja criatividade foi desenvolvida pela Euro RSCG, a marca arrancou hoje, dia 20 de Outubro, com uma forte campanha multimeios.


O filme da campanha televisiva, produzido pela Ministério dos Filmes e rodado inteiramente em Lisboa, ilustra o contágio que a nova música da Optimus tem sobre as vidas das pessoas que todos os dias se ligam com os produtos e serviços da Optimus.

Para os anúncios de rádio, a Optimus desafiou oito artistas nacionais a reinterpretar o clássico “All Together Now”, em duetos “improváveis” que evidenciam o poder de ligação estabelecido pela marca, de forma transversal à sociedade. Estes duetos, constituídos por Carminho e Moonspell, Rui Reininho e Quim Barreiros, Mind da Gap e Avô Cantigas, Manuel João Vieira e Mónica Ferraz, interpretam a nova música da Optimus nos seus diferentes estilos.

Artes e Espectáculo nacionais ligados à Optimus

Para a realização da campanha de exterior a Optimus contou com o trabalho de conhecidas personalidades das mais variadas áreas, como música, entretenimento, artes plásticas e moda, que procuraram interpretar graficamente e através de diferentes formas artísticas a assinatura “O que nos liga é Optimus”.


A criatividade da campanha esteve a cargo da artista plástica Joana Vasconcelos, do chef de cozinha Chakall, da actriz Inês Castel-Branco, do apresentador de TV João Manzarra, da estilista Katty Xiomara, do músico Rui Reininho, dos humoristas Nilton e Francisco Menezes, do ilustrador Corleone, e do músico ‘Pacman’, cujo original trabalho pode ser visto a partir de dia 26 de Outubro, por todo o país.

Ficha Técnica – Filme Campanha O que nos liga é Optimus TV

Produtora – Ministério dos Filmes
Produtor Executivo – Alberto M. Rodrigues
Realizador – Marco Martins
Director de Fotografia – Carlos Lopes (Cácá)
Director de arte – Wayne dos Santos
1º Assistente de realização – João Pedro Ruivo
2º Assistente de realização – Jorge Rocha
Directora de Produção – Celina Morais
Chefe de Produção – Maria Miguel Lima
Maquilhagem – Nani
Guarda Roupa – Arranca Corações
Assistente de Produção –Valter Mendonça
Assistentes de Plateau – João Madeira/Paulo Cabrita
Pesquisa – Catarina Guerra
Director de pós-produção – Duarte Ribeiro
Editor Off-line – Marco Miguel
Som – José Baraona
On-line – Ingreme
Sonorização – Ameba
Banda Sonora – Maestro Nuno Maló
Criativos: Célio Sales, Marcelo Henriques, José Vieira, Nuno Leal, Filipa Neves
Accounts: Filipa Sapeira, Ana Luísa Paiva
Produtor TV: Carlos Câmara

3 Dias de filmagens em Lisboa , baixa de Lisboa, monsanto, estádio do Restelo, Lx Factory, com vários protagonistas e 00 Figurantes, muita animação e música durante os três dias com uma equipe técnica de 50 Pessoas.


http://www.zoomit.pt/index.php/noticias?start=36

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Google cria logo com abóboras gigantes para celebrar o Halloween

Equipe esculpiu seis abóboras para formar a palavra 'Google'. Vídeo no YouTube mostra como o doodle 'real' foi criado.

Google criou logo especial com seis abóboras gigantes para celebrar o Halloween (Foto: Reprodução)

"O Google criou um logo especial com abóboras gigantes para celebrar o Halloween, que é comemorado nesta segunda-feira (31). Em vez dos tradicionais ‘doodles’ publicados na página principal, a empresa criou um vídeo que mostra a transformação das abóboras no logo do Google.

“Para celebrar o Halloween deste ano, a equipe do ‘doodle’ quis capturar a transformação fascinante que acontece ao esculpir uma abóbora”, escreveu a companhia no blog oficial. A equipe talhou a palavra "Google" em seis abóboras gigantes, que foram iluminadas para evidenciar o logo."



In G1: tecnologia e gamesà data de terça-feira, 1 de novembro de 2011

domingo, 30 de outubro de 2011

Lei contra pirataria digital pronta em 2012

"O secretário de Estado da Cultura afirmou este sábado, nos Açores, que no primeiro semestre do próximo ano estarão concluídas "as leis para combater a pirataria [digital], cópia privada e a atualização dos direitos de autor".

"Este será um momento decisivo e, por isso, neste caso, como em outros, estamos abertos a propostas das associações do setor como editores, livreiros e Sociedade Portuguesa de Autores para se criar uma lei clara, exigente, simples e precisa", disse Francisco José Viegas.

Para o secretário de Estado da Cultura "o combate à pirataria é um combate à ilegalidade mas também pelos criadores, pela cultura, pela economia e pelo país".

"Muitas vezes os problemas não estão nas leis mas na sua aplicação pelo que devemos ser exigentes na defesa da economia e do livro que atravessa uma encruzilhada para o seu futuro", considerou Francisco José Viegas.

O secretário de Estado da Cultura falava no encerramento do I Congresso do Livro que decorreu na Praia da Vitória, na ilha Terceira, promovido pela Associação Portuguesa de Editores e livreiros com o apoio da câmara municipal local e do governo regional dos Açores.

Francisco José Viegas salientou que "mais de 60 % das indústrias criativas e culturais portuguesas, criação de riqueza, exportação e emprego qualificado está na área da edição"."

In Jornal de Notícias online - tecnologia
à data de domingo, 30 outubro de 2011